Marketing Digital

Loading

livro The New Rules of Marketing, de David Meerman Scott

livro The New Rules of Marketing, de David Meerman Scott

É  uma obra essencial para quem quer aprender sobre marketing digital e como se adaptar às mudanças do mercado. Neste post, vou compartilhar com vocês os principais conceitos e dicas que o autor apresenta no livro, que podem ajudar você a criar estratégias de marketing mais eficazes e relevantes para o seu público.

O livro The New Rules of Marketing é dividido em quatro partes: a primeira parte explica o que são as novas regras do marketing e como elas se diferenciam das antigas; a segunda parte mostra como criar conteúdo de valor para atrair e engajar os seus potenciais clientes; a terceira parte ensina como usar as mídias sociais e outras ferramentas online para ampliar o seu alcance e a sua reputação; e a quarta parte apresenta casos de sucesso de empresas que aplicaram as novas regras do marketing e obtiveram resultados incríveis.

Vamos ver um resumo de cada uma dessas partes:

– Parte 1: As novas regras do marketing

Nesta parte, o autor explica que as antigas regras do marketing se baseavam em interromper as pessoas com mensagens publicitárias indesejadas, que eram transmitidas por canais de comunicação de massa, como TV, rádio, jornais e revistas. Essas regras funcionavam em uma época em que as pessoas tinham poucas opções de informação e entretenimento, e dependiam desses meios para se manterem atualizadas.

No entanto, com o surgimento da internet e das novas tecnologias, o cenário mudou radicalmente. As pessoas passaram a ter acesso a uma infinidade de fontes de informação e conteúdo, que podem escolher de acordo com os seus interesses e preferências. Além disso, as pessoas passaram a ter mais poder de voz e de influência, podendo expressar as suas opiniões, compartilhar as suas experiências e recomendar produtos e serviços para os seus amigos e seguidores nas redes sociais.

Diante dessa nova realidade, as antigas regras do marketing se tornaram obsoletas e ineficientes. As pessoas não querem mais ser interrompidas por anúncios irrelevantes, que não agregam valor nem solucionam os seus problemas. As pessoas querem ser educadas, informadas, entretidas e inspiradas por conteúdos que elas mesmas procuram e consomem voluntariamente.

Por isso, o autor propõe as novas regras do marketing, que se baseiam em:

– Criar conteúdo de valor para o seu público-alvo, que seja útil, interessante, original e autêntico.

– Distribuir esse conteúdo pelos canais online onde o seu público está presente, como blogs, podcasts, vídeos, ebooks, webinars, etc.

– Interagir com o seu público de forma humana, transparente e personalizada, respondendo às suas dúvidas, comentários e feedbacks.

– Monitorar os resultados das suas ações de marketing, usando ferramentas de análise e mensuração, para saber o que está funcionando e o que precisa ser melhorado.

Seguindo essas regras, você será capaz de atrair a atenção dos seus potenciais clientes, gerar confiança e credibilidade na sua marca, construir relacionamentos duradouros e fidelizar os seus clientes.

– Parte 2: Como criar conteúdo de valor

Nesta parte, o autor mostra como criar conteúdo de valor para o seu público-alvo, seguindo alguns passos:

– Definir a sua persona: a persona é um perfil semi-fictício do seu cliente ideal, que representa as características demográficas, comportamentais, psicológicas e emocionais do seu público-alvo. A persona ajuda você a entender quem é o seu público, quais são os seus problemas, necessidades, desejos e objetivos, e como você pode ajudá-lo com o seu produto ou serviço.

– Definir a sua proposta de valor: a proposta de valor é uma declaração clara e concisa do benefício principal que o seu produto ou serviço oferece para a sua persona. A proposta de valor ajuda você a comunicar o seu diferencial competitivo e a convencer o seu público de que você tem a melhor solução para o seu problema.

– Definir a sua jornada de compra: a jornada de compra é o caminho que a sua persona percorre desde o momento em que ela reconhece um problema até o momento em que ela decide comprar o seu produto ou serviço. A jornada de compra é composta por quatro etapas: aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. Em cada etapa, a sua persona tem dúvidas, objeções e critérios diferentes, que você deve levar em conta na hora de criar o seu conteúdo.

– Criar o seu conteúdo: o conteúdo é o material que você produz e distribui para educar, informar, entreter e inspirar a sua persona em cada etapa da jornada de compra. O conteúdo pode ser de diversos formatos, como textos, imagens, vídeos, áudios, etc. O importante é que o conteúdo seja relevante, original, autêntico e de qualidade para o seu público. O autor sugere algumas dicas para criar um bom conteúdo, como:

  – Usar uma linguagem simples, clara e direta, que seja adequada ao seu público e ao seu canal de comunicação.

  – Usar títulos chamativos, que despertem a curiosidade e o interesse do seu público.

  – Usar subtítulos, listas, imagens e outros recursos visuais para facilitar a leitura e a compreensão do seu conteúdo.

  – Usar exemplos, histórias, casos de sucesso e depoimentos para ilustrar e comprovar os seus argumentos.

  – Usar dados, estatísticas, pesquisas e referências para embasar e dar credibilidade ao seu conteúdo.

  – Usar palavras-chave, links internos e externos, meta tags e outras técnicas de SEO (Search Engine Optimization) para otimizar o seu conteúdo para os mecanismos de busca.

  – Usar chamadas para ação (CTAs), que são frases ou botões que incentivam o seu público a tomar uma ação desejada, como baixar um material gratuito, se inscrever em uma newsletter, solicitar um orçamento, etc.

– Parte 3: Como usar as mídias sociais e outras ferramentas online

Nesta parte, o autor ensina como usar as mídias sociais e outras ferramentas online para ampliar o seu alcance e a sua reputação online. Ele explica que as mídias sociais são plataformas digitais que permitem a interação entre pessoas e organizações, como Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, YouTube, etc. Ele também cita outras ferramentas online que podem ser usadas para complementar as suas estratégias de marketing digital, como blogs, podcasts, vídeos, ebooks, webinars, newsletters, etc.

O autor destaca os benefícios de usar as mídias sociais e outras ferramentas online para o seu negócio, como:

– Aumentar a visibilidade da sua marca na internet

– Aumentar o tráfego para o seu site ou blog

– Aumentar a geração de leads (potenciais clientes)

– Aumentar as vendas e os lucros

– Aumentar a fidelização e a retenção dos seus clientes

– Aumentar a satisfação e a confiança dos seus clientes

– Aumentar a autoridade e a credibilidade da sua marca

– Aumentar a inovação e a competitividade da sua marca

O autor também dá algumas dicas para usar as mídias sociais e outras ferramentas online de forma eficaz, como:

– Definir os seus objetivos: você deve ter clareza sobre o que você quer alcançar com as suas ações de marketing digital. Os seus objetivos devem ser específicos,

mensuráveis,

alcançáveis,

relevantes

e temporais (SMART).

– Definir os seus indicadores: você deve definir quais são as métricas que você vai usar para medir o desempenho das suas ações de marketing digital. Os seus indicadores devem estar alinhados com os seus objetivos. Alguns exemplos de indicadores são: número de seguidores,

número de curtidas,

número de compartilhamentos,

número de comentários,

número de cliques,

número de downloads,

número de inscrições,

número de vendas,

taxa de conversão,

taxa de rejeição,

custo por lead,

custo por venda,

retorno sobre investimento (ROI), etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *